Criadores do "Rodeio de Gordas" precisam de carinho e atenção

Universitários ridicularizam gordas para chamar a atenção de colegas de faculdade

Alunos da Unesp (Universidade Estadual Paulista) montam sobre garotas obesas para fingir que estão sobre um touro e chamam a ação, que foi transformada em competição, de “Rodeio de Gordas”.

Pensei, pensei… Avaliei, filosofei, senti dor de estômago de tanto nervoso e depois que passou a vontade inicial, que foi sair distribuindo xingamentos, finalmente consegui relaxar e concluí que faltou carinho na criação destes alunos.

Um garoto com o coração pleno de amor e em paz consigo mesmo não seria capaz de cometer uma agressão a outra, com a “simples” finalidade de buscar destaque no grupo de amigos. Se eles ainda fossem adolescentes, lutando para se conhecer melhor e buscando afirmação, vá lá. Não estaria certo, mas ao menos, com um pouco de condescendência, dava para tentar entender. Em se tratando de universitários, essa atitude é uma aberração.

Eu fico preocupada com as consequências que este crime pode trazer à vida destas garotas obesas, que agora são ainda mais capazes de desenvolver um perfil introspectivo, de insegurança e baixa autoestima.

Eu já sofri discriminação e conheço a intensidade da dor que estas garotas sentiram. Mas sei também que um acontecimento como este pode torná-las mais fortes para enfrentar os desafios que a vida impõe a todos e, de forma ainda mais implacável, às gordinhas.

Eu poderia ofender e criticar estes alunos, mas só consigo ter dó. Eles não levaram nenhum troféu para casa, local onde não recebem a atenção de que necessitam. Uma boa dose de colo de mãe poderia resolver todos os problemas desses rebeldes sem causa.

Os alunos criadores do “Rodeio de Gordas” agrediram para se divertir. Isso demonstra que é preciso punição para que enxerguem o tamanho da crueldade que cometeram.

Desejo que eles sejam repreendidos firmemente pela diretoria da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, com a esperança de que o chacoalhão os faça refletir sobre suas vidas e atitudes, e eles mudem interiormente para não mais machucar as pessoas como forma de diversão.

Leia mais: Vice-diretor se emociona em reunião sobre “rodeio das gordas”

Anúncios

Sobre blogfatshion

Modelo Plus Size, empresária e dona de um amor próprio que não tem tamanho, Carla Manso une o útil ao agradável ao escrever sobre moda para quem sonha em ser exatamente o que é.
Esta entrada foi publicada em Noias. ligação permanente.

50 respostas a Criadores do "Rodeio de Gordas" precisam de carinho e atenção

  1. Melissa diz:

    É realmente de dar pena que algumas pessoas se divirtam às custas da humilhação de outras, também aguardo punção exemplar, para que estes cresçam mentalmente após o que fizeram.

  2. Fabiana diz:

    Faltou foi uma bela surra neles isso sim que faltou.

  3. Carolina diz:

    Só sinto muita indignação…é uma falta de respeito e preconceito que não tem tamanho. É um monte de babaca sem educação e apresentadores de tv que ferem outras pessoas gratuitamente…para serem engraçados!!! Como se todas mulheres tivessem a obrigação de serem magras, sem rugas, cabelos lisos e loiros e cheias de músculos…fora isso vc será sempre desrespeitada. Pior de tudo é que ninguém pagará por nada, ninguém será punido.
    Até quando!!!!

  4. Giovana Spinelli diz:

    Quando eu li sobre isso eu juro q desejei cacos de vidro no c* deles.

    Você colocou de uma maneira clara, o único sentimento é ter dó.

    Porque pessoas que fazem isso são tão pequenas, imundas de sentimentos ruins, que nao merecem outro tipo de coisa. Dó e desprezo.

    Onde vamos para com tudo isso. Lamentável

    • Rita PInto diz:

      Não podemos simplismente comentar e silenciar. Alguém precisa parar esses monstros.
      Desprezo, eles não conheçem essa linguagem, precisam de correção, processo e expulsão.
      Mobilizemo-nos.

  5. Dorival José Borges diz:

    Parabéns Carla!
    Acessei sua publicação para lê-la e “DETONAR” os caras, mas, seu texto alicerçado pela compaixão, me desarmou.
    Eu já havia lido uma outra matéria sobre o fato, e aqui iria realmente destilar minha indignação a respeito do ocorrido. MUDEI DE IDÉIA! A sabedoria resolveu tomar conta mim e, faço minhas suas palavras, pois, eles são criaturas TRISTEMENTE INFELIZES que precisam de tratamento, precisam receber amor e carinho, depois de receberem a devida repreensão.

  6. Carina diz:

    Imaginem só se alguém resolva fazer o ‘Rodeio de Homens Ruins de Cama’ ( certamente o caso desses idiotas )? Será que eles iriam gostar?

  7. ELIZEU PEREIRA BEZERRA diz:

    Não é para ter dó não, este caso é mais um igual ao do índio que foi queimado, divertimento de quem? isso é crime e todos deveriam ser punidos pelo código penal, inclusive os incompetentes pais desses imbecís. Enquanto temos dó, outros criminosos iguais continuam a atuar na impunidade e na hipocrisia………………..

  8. O TIRO CERTO diz:

    Eles realmente estão precisando de atenção, os carcereiros são especialistas.

  9. gilberto alencar diz:

    precisam de atenção?!?Precisam é de uns sopapos isso sim!!Esse bando de sem noção,acham que podem sair por aí ofendendo os outros por brincadeira!!ainda tem coragem de se intitularem universitários,acadêmicos??Uma boa surra nesses safadinhos mimados,isso sim,é o que eles precisam!!Pessoas de hoje jovens,velhos,crianças estão perdendo o bom senso,daí o número alarmante de desgraças,mortes nas estradas,drogas,etc…estamos criando nossos filhos e nos criando também como bichinhos de estimação!Em nome do politicamente correto tudo é permitido,passa-se sempre a mão na cabeça dos que avançam o sinal e fica tudo por isso mesmo!

  10. Gisele diz:

    Quando eu li sobre esse rodeio, fiquei estarrecida. Assinei a petição on-line contra essa “brincadeira”, ou melhor, crime. Fiquei pensando na humilhação de morte que eu sentiria se isso acontecesse comigo. Já estive 30 kg acima do peso por conta de uma série de problemas de saúde. Nessa época também sofria de necroses nas articulações do quadril e dos ombros. Tinha que tomar analgésicos a base de morfina para aliviar as dores (hoje em dia tenho uma prótese na cabeça do fêmur e outra no úmero). Eu fico imaginando se um imbecil, boçal, filho de uma égua desses, pulasse em cima de mim nestas condições. Acho que estaria aleijada…

    • Rita PInto diz:

      Amiga, onde assina essa petição. Eu fiquei sabendo desse maldito rodeio agora e estou estarrecida.
      Só quem tem kilos a mais sabe o que se sofre desde que passa a se entender como gente.
      É humilhação, descriminação e além da dor emocional, a fisica como vc mesmo relatou.
      Precisamos nos unir e não deixar isso barato, a união faz a força.
      Esses projetos de seres humanos precisam ser punidos, para que outros seres repugnáveis como eles, sejam desmotivados a agir dessa forma execrável.
      Já basta o que fizeram com a Geise.

  11. Sara diz:

    Um horror, parece que estyamos lidando com drogados, só uma pessoa fora de si, faz uma coisa desta.

    Não devem ter mãe e nem pai, irmã, tia, devem ser uns coitados.

    A Universidade tem expulsas estas cobras, estes vermes.

    O lugar deles é presos.

  12. Tatiana Gaião diz:

    Dignos de pena, Carla. Devem ser uns mal amados, que não tem o verdadeiro amor dentro da própria casa.
    Justiça seja feita, sim, mas que tudo isso sirva para mudar esse pensamento tão pequeno e preconceituoso que ainda existe na cabeça de algumas pobres e infelizes pessoas.

    bjs

  13. Joana diz:

    POBRES meninos ricos não tiveram amor, não foram respeitados em nenhum momento de sua vida, portanto não sabem o que é Respeito, acham que o dinheiro compra tudo, mas nunca vai comprar o amor de pai e mãe que nunca tiveram. Para compensar o desamor da familia, saem por aí distribuindo maldades.

    • Rita PInto diz:

      Alguém precisa pará-los, abaixo a impunidade. Não deixemos isso barato, isso é um absurdo!

    • Daisy diz:

      Nao e bem assim. Pode nao ter amor de mae, mas nao precisa virar selvagem.E preciso acabar com essa mistificacao do “coitadinho”

  14. Gilberto Silveira diz:

    Desculpe, Carla, mas que tipo de preconceito você sofreu? Pois pela sua foto posso afirmar que você é magra e linda.

  15. Luis Peres diz:

    Carinho? Atenção? Bulliyng? São por atitudes e fatos como estes que a mulher ou pessoas que não atendem a um “padrão” de beleza imposto por alguns poucos, não se sabe porque, sofrem todo tipo de discriminação.
    Contudo, pior do que a idéia ignominiosa e imbecil destes ditos universitários, é ver qualquer pessoa, com o mínimo de esclarecimento tentar justificar tais atos.
    Primeiro o rodeio das gordas, depois tiro ao alvo nas mulheres negras, depois arremesso de Nordestinas,… Onde vamos parar?
    Quem defende isso ou quem pratica, só pretende perpetuar os preconceitos.
    Depois, alguém venha, cínicamente, querer falar de maus tratos as mulheres. E que, ao final, o goleiro Bruno ganhe uma estátua na porta de quem defende esses CRIMINOSOS.

    • Rita PInto diz:

      Precisamos nos mover contra isso, não deixar barato.
      Muitas coisas acontecem, pq silenciamos.
      A união faz a força.

  16. Bruna diz:

    Eles merecem é cadeia!

  17. Samuel diz:

    Para isso existe cadeia… pra dar uma atenção especial.

  18. ahoyhoy diz:

    Olha só, sinceramente pelo que eu sei todas essas notícias estão erradas, pois eles não inventaram nada de rodeio, isso já existe a mais de 10 anos na Unesp, é um tipo pervertido de tradição, o que houve foi que eles fizeram e falaram tudo abertamente pela primeira vez.

  19. maria paula rodrigues diz:

    acho que faltou surra da mãe na criação desses palhaços ….. estou cansada de jovens bem criados queimarem indio, surrarem domestica e agora mais essa … frequentam as melhores escolas … falta cidadania, empatia … e justiça .. ficarem presos e apanharem na prisão .. terem seus corpos mutilados para se lembrarem do que fizeram .. talvez assim .. os futuros rebeldes sem causa pensem duas vezes antes de colocarem suas ideias em pratica ..

  20. Ana Lúcia diz:

    Penso diferente acho que esses caras , devem ter tido é muito mimo , os pais não souberam dizer não no momento certo. Mal criados, sem saber os limites .Agora se comportam desta maneira , abusando dos outros, principalmente de mulheres . E o triste é saber que esses serão os futuros profissionais deste país. Espero que acha punição, para que saibam respeitar .

  21. Eliane diz:

    É o efeito impunidade, é só lembrar de uma certa Faculdade Paulista, que expulsou a vìtima. Começa por um vestido curto, depois pelo peso, depois pela cor do cabelo e por aí vai. Enquanto não aparecer uma direção de faculdade com coragem suficiente para punir com a expulsão esses criminosos, (sim porque é crime constranger e humilhar), vamos continuar assistindo no noticiário fatos dessa natureza nos campus das universidades..

  22. Juli Frei diz:

    Na minha opinião, a maior punição cabível no caso, seria obrigar os pais dessas criaturas a conviverem com seus rebentos 24 horas por dia durante um mês; nesse caso, todos teriam o castigo merecido.
    Aliás, essas criaturas podem ser tudo, menos gente…

  23. Rita PInto diz:

    Precisam tb de um processo por danos morais, e a expulsão da universidade, que deve com uma atitude enérgica, ensinar os que os pais não fizeram, dar o exemplo para que a impunidade não estimule outros jovens, que acreditam que podem tudo, por conta da ausência de correção.
    ABSURDO é repugnante esse acontecimento. Alguém precisa tomar uma providência e não deixar isso barato!

  24. Eugênio diz:

    Expulsão da faculdade é mínimo!

  25. Eugênio diz:

    A repercussão do caso fez com que os envolvidos agora estejam acuados… E os que estão frequentando a UNESP estão sendo evitados pelos outros alunos.
    Agora estão sentindo muito bem o efeito de ridicularizar os outros! Porque os que saíram mais ridicularizados nessa história foram eles! Já envolve OAB, Ministério Público, Reitoria da Unesp e ONG´s.
    Já imaginou algum deles tendo que se submeter a uma entrevista de emprego no futuro e o entrevistador perguntando: “fale-me sobre o episódio acontecido na UNESP há uns anos atrás e que seu nome estava envolvido?” Ô vergonha! Já sai de lá sabendo que o emprego não é dele!
    Expulsão é o mínimo! Tem que haver Processos nas esferas cível (indenização) e criminal (Lei Maria da Penha – porque foi agressão! E das brabas!).

  26. Regis diz:

    Vindo dessa turminha de desocupados, esse tipo de promoção já não é novidade faz tempo. Vide trotes violentos, festas regadas a litros de bebida e drogas, orgias, etc. Essa turminha é filha daquela classe social que se pretende culta e respeitável, mas que na verdade é mal-educada e segregacionista sob os mais variados pontos de vista: racial, social, de gênero e agora, de aparência. O que essa molecada precisa não é de atenção, é de punição (sem vingança, é claro). E que tipo de punição seria? Simples. O repúdio da comunidade, incluindo aí a mídia local da região desse campus da UNESP, denúncia a todo orgão, ong e o que mais que atue na defesa dos direitos humanos o ocorrido e, por fim, a ridicularização do fato por parte de nossos humoristas. Um fato desse merece todo o nosso repúdio.

  27. Angelo diz:

    Carinho? Surra pesada nesses idiotas, indenização às vítimas, comparecimento diário dos pais com esses filhos idiotas num curso de um ano para aprender a viver em sociedade, punição severa à instituição (?) que permite isso e outras coisas que vimos no vídeo exibido nas TVs e no youtube. Sofrível sob todos os aspectos. Aí, se passarmos um carinho na cabeça, então…

  28. Faby diz:

    O que aconteceu na UNESP é realmente sem explicação, uma violência sem dimensão, espero que os idealizadores deste Rodeio, sejam punidos com rigor, e sirvam de exemplo a sociedade que cada vez mais tem seus valores deturpados.

  29. Marina diz:

    Achei o cúmulo do cúmulo? Será que esse alunos são realmente seres humanos? Será que eles possuem coração? Não sei dizer, apenas sei que eles precisam de punição por tamanho vandalismo.

    Beijos
    http://estiloemcapitulos.blogspot.com

  30. Gaudencia diz:

    Fiquei indignada, estarrecida com a atitude desses imbecis, fui aluna da Unesp e conheci pessoas bastante bacanas, tanto os alunos como os mestre.Uma sugestão para quando for fazer vestibular e avaliar o carater das pessoas e inclusive dos pais.
    Uma atitude coerente é eliminar esses individuos do grupo Unesp.

  31. marizi diz:

    É Lamentável que em pleno sec XXI ,ainda aconteça esse tipo de coisa,também com um país desses que as leis são ultrapassadas,e ainda por cima não são aplicadas,onde os que se dizem “homens” espancam, e até matam suas mulheres,não são presos,que dirá só dar uma montadinha,deixo aqui o meu repúdio e indignação,contra esses tais jovens universsiotários cérebros de amendoim.

  32. Rosana diz:

    Perdoem-me, mas por que essas garotas permitem isso? A submissão delas encoraja tais práticas. Um “NÃO SE ATREVA!!” seguido de um BO, de denúncias nominais na direção da Universidade ou em uma delegacia certamente inibiria esse desrespeito pelo menos pelo barulho que faria. MENINAS, VOCÊS TEM DIREITOS, NÃO SE SUBMETAM A ISSO!!!

  33. Diogo Fernando, @dihpardal diz:

    Incrível!
    Sinceramente não consigo imaginar que pessoas a essa altura da vida cometa essas coisas.
    Passa ano e chega ano e sempre as festas universitárias estão chocando a sociedade.

  34. Juca diz:

    Tenho respeito a todas mulheres, mas porque ELAS foram ao rodeio. Para se mostrar também, qualquer atitude agressiva desse imbecis, poderiam ser considerado, mas sem uma vitima. Porque quando um não quer o outro vai embora.

    • Ana diz:

      Ahn? Elas não foram a um ‘rodeio’. Foram aos jogos de diversas modalidades entre as unidades da Unesp.

    • eloise diz:

      querido Juca, vc não entendeu mesmooooo o que rolou… o interunesp não é um rodeio, são os jogos universitários da Unesp, aberto à todooooos os alunos. Eu estudei na Unesp e nunca vi uma barbaridade dessas, mas acredito simmm que rolou. Infelizmente sempre tem uns meninos babacas bêbados pra sair causando e achar que não vai dar em nada. Infelizmente sujaram o nome da Universidade que é excelente e tem pessoas maravilhosas que estudam e lecionam lá… mas isso rola na Unesp, rola na escola, na praia, em programas de TV… o desrespeito está em todos os lugares…

  35. PAULO diz:

    Esta e a geração pos ECA (Estatudo da Criança e do Adolescente) eles não tem limites pois se forem apenas repreendindos (imagina levarem uma palmada na bunda) ja sacam da frase sou “de menor” me respeita, a imprenssa a midia a sociedade e nossos politicos (imagina estes) não tem coragem de verem o mal que fizeram, agora teremos os “sem limites” para se dermos sorte irem para a cadeia onde aprenderam o que podem e o que não podem fazer; fim do ECA , ou colocam os tais centro de reclusão para menores infratores em todas as cidades do Brasil para funcionar.
    Aacabem com este absurdo que amarra a sociedade de educar ou vivam com as consequencias liberais.

  36. Lilian diz:

    NÃO E FALTA DE AMOR………….É SIM FALTA DE LIMITE………………………………

  37. Gisele diz:

    Juca, acho que você não entendeu: os caras pulavam em cima das meninas que passavam, contra a vontade delas… Aff, professor de interpretação de texto já pra você!

  38. ALINE diz:

    E as garotas que se submeteram a isso precisam de mais carinho ainda…

  39. Débora diz:

    Repúdio, nojo, aversão… Teria mts adjetivos pra colocar aki, mas de nada iria adiantar.
    Pra gente que pratica atrocidades como esta a opinião dos outros não valem nada, as leis não valem nada, enfim, a vida de seu semelhante não tem valor nenhum!!! Só me resta lamentar.

  40. Morgado diz:

    Sempre fui gordo e a maioria destas pessoas que tiraram sarro do meu peso no colégio casaram com mulheres gordinhas.
    A pessoa gorda pode sempre melhorar, mas quem é pobre de espirito(Machões da Unifesp) vai ser difícil evoluir.

  41. Ivana diz:

    APENAS MAIS UM PRECONCEITO EM MEIO A TANTOS …JA Q VIVEMOS NUMA SOCIEDADE PRECONCEITUOSA ISSO NAO MUDARA NUNCA…
    HA PRECONCEITO DE NEGROS, MAGROS, GORDOS, POBRE, E ASSIM VAI…
    COMO DIZIA A MUSICA…assim caminha a humanidade…
    ´
    EXISTEM MAIS Q FISICO…EXISTE INTEGRIDADE, PERSONALIDADE , CARATER E RESPEITO….
    O Q TALVEZ ESSE CRIADO DEMOSNTROU Q CARATER, RESPEITO PERSONALIDADE NAO TENHA…E QUEM SABE SE A MAE DELES NAO SERIA GOOOOOOOOOOORRRDAAAAASSSSSSSSSSSSS DEPOIS DE TE-LOS COLOCADO NO MUNDO NEH???
    BOBAGEM ESSAS PESSOINHAS

  42. Ana Cristina diz:

    Olha Carla, não concordo com você. Tem gente ruim mesmo, que não sofre de falta de amor nenhum, mas sim de falta de limites. Tenho mesmo é pena das meninas sendo humilhadas desta maneira, algumas como você disse podem sair mas fortes, mas e outras? Com certeza completamente destruídas. Me ponho no lugar destas, sinto sua dor, infelizmente estes jovens não são assim, são fruto de uma sociedade hedonista, em que só vale o próprio prazer e divertimento, a verdade é que os antigos valores estão morrendo e as pessoas estão esquecendo o “amai o próximo como a ti mesmo”.

  43. Danielle Moura diz:

    Acho que todos aqueles que diminuem os outros é porque no fundo se sentem diminuidos,só são coitados,inseguros…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s